Notícias

Publicado: 22/08/2018


Adimplentes avaliam taxa de juros e inadimplentes o valor da parcela ao contratar empréstimo para quitar dívidas

A Boa Vista SCPC realizou no 1º semestre de 2018 a Pesquisa Perfil do Consumidor, com cerca de 1.700 entrevistados, em todo o Brasil, divididos em adimplentes e inadimplentes, e constatou que 70% dos que estão com o ‘nome limpo’ levariam em conta a taxa de juros ao contratar um empréstimo para quitar uma dívida.

 

Em segundo lugar esses mesmos respondentes escolheriam o valor das parcelas (26%), e por último o prazo de pagamento (4%). Já dos que estão com o ‘nome sujo’, 50% disseram que considerariam o valor das parcelas nesse último semestre; depois a taxa de juros (46%) e em terceiro lugar o prazo de pagamento (4%).

 

Adimplentes (63%) e inadimplentes (54%) disseram que deixariam de pagar as contas originadas por meio de boletos/carnês (água, luz, gás, mensalidade escolar, plano de saúde etc) e despesas diversas (condomínio, aluguel, lazer, academia e gastos emergenciais com a casa), prioritariamente, caso a renda familiar diminuísse. O cartão de crédito foi citado em seguida, tanto pelos inadimplentes (35%) quanto pelos adimplentes (28%). Já 9% dos adimplentes e 11% dos inadimplentes deixariam de pagar empréstimos e cheque especial, se ocorresse uma diminuição da renda.

 

O otimismo prevalece, e a maioria espera melhora com relação às finanças pessoais para o próximo ano, ou seja, que a relação recebimentos versus gastos seja positiva. Adimplentes: 91% esperam ganhar mais do que gastam. Eram 87% no semestre passado. E dos inadimplentes: 93% esperam ganhar mais do que gastam. Contra 88% na pesquisa passada.

 

Fonte: Boa Vista SCPC